Capítulo 2 - Partida e chegada

“8:50 – Carro dos meus novos pais



Me dei conta que o mundo do lado de fora é lindo. Sei que essa filosofia, uma hora acaba por ser esquecida, por ser costumeira, mas meus olhos se encharcaram de lágrimas quando entrei no Renault Mégane Sedan  (Dynamique Hi-Flex 1.6 16V 4p- como uma boa russa, eu sacava de carros) dos meus novos pais. É difícil ser adotada aos 16 anos, ainda mais sendo estranha como eu. E russa. Mas agora acho que devo me deixar levar ao vento, e relaxar. Isto é: Até as aulas começarem. Vou me mudar para outro bairro perto da praia, para uma pequena cidade chamada Bournemouth.  Meus pais são os Liverpool – Jude e John – Eles tem um casal de tartarugas, que ficam soltas no enorme quintal com direito a um laguinho! Eles também têm um Collie, o Sunday – Que nasceu no domingo, eles me contaram – e a Gracee uma Rottweiler muito dócil e fofa, e extremamente preguiçosa. Estou ansiosa, mas agora preciso parar de escrever e conversar com meus novos pais nessa longa viagem!

Kisses,

Sua Shonny.”




Depois de parar de escrever dei uma chance aos meus pais para conversar. Meus novos pais. Eles perguntaram sobre tudo, e eu disse que era uma pessoa muito simples, e fiz mais perguntas. Descobri que além de terem todos esses animais, quando eu deixei soltar que tinha uma queda por peixes e hamsters, eles abriram o sorriso – Vou ganhar mais bichinhos! – Ah, não podia ficar melhor. A única coisa que sinto falta é da minha amiga…A Emily. Vou mandar um email para ela assim que possível.

Depois de um tempo viajando, chegamos em casa



Uau! Era uma casa bem legal mesmo. Meu quarto era perfeito – Não era rosa! – E tinha uns espaços para colocar fotos minhas…Eu não iria fazer isso. Colocaria uns pôsteres, ou algo assim



Eles me mostraram os cômodos todos da casa, eu conheci meus bichinhos muuuito fofos:


Gracee- A Rottweiler




E o Sunday:

E as tartarugas, não podia esquecer




Eu fiquei tão maravilhada que não podia deixar de sair para o jardim, que tinha uma abertura perto da floresta, que formava uma toca pequena, do mesmo jeito que em “O mundo de Sofia” e escrever no meu diário.

“ 12:30 Am – Nova casa – Abertura secreta

Meu deus! Tanta coisa acontece num piscar de olhos que a gente se perde nessa dimensão. Do meu lado está a preguiçosa e fogosa Gracee, dormindo no meu colo enquanto faço carinho nela. É incrível. Realmente amo o destino que deus me deu, apesar de não ter mãe ou pai. De saber como eles são. Mas agora tenho uma vida! Ah, meu deus…Um colégio com delicias masculinas amanhã! Estou muuito ansiosa! Já vi que na vizinhança tem uns rapazes e moças bonitos…Da minha idade. Estavam embaixo de uma macieira, conversando e fazendo um piqueninque! Dá para acreditar? Eu não acreditava. Nem estavam fumando maconha…Uau.
Vou trocar-me, colocar um vestido leve e bonito – Me deram roupas novas! – E conhecer essa gente do bairro. Aimeudeus, me deseje sorte nessa vida nova.

Kisses


Sua Shoony”


Eu ia aumentar o capítulo, mas decidi que amanhã vou postar. Obrigada a qualquer um que esteja lendo isso, e se você comentar ficarei imensamente feliz. Decidi que nas férias iria postar pequenos e muitos capítulos, e nas aulas, enormes capítulos, dois por mês, no mínimo. Beijos leitores! (:

Total:
Palavras – 564 (Médio)
Páginas – 4
Horas gastas: 50 Minutos
Imagens -  12 Minutos

Não custa nada comentar, né?

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Showy ♥ SINOPSE

Nova história, prometo finalizar essa. Vou dispensar apresentações.

*************************************************************


Eu era uma garota qualquer, talvez como você aí, lendo essas letrinhas.

Mas aí, eu comecei.

Não, eu não virei uma famosa, ou algo do tipo.

Eu comecei a VIVER.

Eu sei que parece meio esquisito, essas coisas, mas não é.

Em resumo, vou explicar essa história confusa:

"Morava num internato, em Folkestone. Tudo aqui é bastante confuso, digo, confuso mesmo. Principalmente, para quem veio da União Soviética, como eu. Tipo assim: Todo mundo se veste de uma maneira completamente diferente, e eu fico (Sempre fiquei) de lado, sabe? Meu nome é Shonda, e isso não ajuda nem um pouquinho. Nem ainda, o fato de eu ser ruiva, daquelas RUIVAS, e ter uma pele clara, idiota. Shonda!! No que minha mãe estava pensando? Me chamam de Showy, no internato. As mais próximas (A mais próxima) de Wy. Idiota, né? Melhor do que Shonda. O H é mudo, melhora um pouco, mas continua bizarro. Bom, não sou uma garota bem-vivida, pra quem tem 15. Nenhum compromisso sério, eu moro num internato! (Morava...)
Freiras não são muito fãs disso, aposto. Todo mundo me acha toda esquisita, porque eu sou anormal, russa, etc. Mas nem sotaque eu tenho! De qualquer forma, você vai ser meu caderno, agora que é meu último dia no internato de Folkestone. Me segure se eu cair."

♥...






Bom, e é aí que a história começa.

Isa.



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS